2

Cervejas artesanais: como são fabricadas

Cervejas artesanais: como são fabricadas
Avalie este post

A fabricação das cervejas artesanais é uma verdadeira arte! Estamos acostumados a apreciar o sabor dessas cervejas, que possuem aquele aroma delicioso e incomparável, mas geralmente não paramos para pensar no processo que envolve a produção delas.

O processo de fabricação artesanal é totalmente diferente do processo de fabricação industrial. Talvez, esse seja um dos motivos pelos quais a cerveja artesanal é tão marcante e saborosa. Uma experiência totalmente diferente da que costumamos ter ao beber uma gelada comprada em qualquer mercado.

Assorted Beers in a Flight

Ficou curioso para saber como são produzidas as cervejas artesanais? Se a resposta for sim, sua curiosidade acabará agora mesmo. Vamos mostrar algumas etapas que envolvem a fabricação da cerveja artesanal que tanto adoramos. Confira!

  • Aquecimento e adição de malte

A fabricação da cerveja artesanal é bem demorada. Para começar a produção, é necessário triturar os maltes até as cascas ficarem amassada. Depois, são necessários dois caldeirões, com aproximadamente 20 litros de água cada, em seguida é preciso esquentar essa água até 65 graus. Após isso, o conteúdo é despejado no primeiro caldeirão onde ficará no fogo alto por 90 minutos, chegando até os 78 graus.

Doce com Cerveja? - Chef com Cerveja
  • Clarificação

Depois do aquecimento e adição de malte, a próxima etapa da fabricação da cerveja artesanal envolve a clarificação. Todo o conteúdo do primeiro caldeirão é transferido para um recipiente que será responsável por deixar a mistura do malte, conhecida como mosto, clara e purificada. Os ingredientes que se transformarão em cerveja artesanal são misturados em velocidade moderada, isso garante a boa clarificação do produto.

  • Ebulição e resfriamento

Assim que a futura cerveja artesanal passa pelo processo de clarificação, o mosto é fervido e o lúpulo (responsável por dar amargor e aroma à cerveja) é adicionado. Essa mistura é fervida por uma hora e depois resfriada. A temperatura deve ser regulada para não ultrapassar 25 graus.

  • Oxigenação

Nessa etapa da fabricação, o mosto vai para o fermentador e o lúpulo continua no caldeirão por mais 15 minutos, até ocorrer a decantação. Enquanto isso, o líquido do mosto é oxigenado através de um areador com filtro de bactérias. Para saber se a oxigenação está acontecendo corretamente, basta observar se uma espuma se  forma no líquido.

  • Fermentação

Depois de areada, o próximo passo da fabricação da cerveja artesanal é adicionar o fermento, que já deve estar misturado com o açúcar e a água (numa temperatura de quase 30 graus). Depois, a mistura é tampada e deve ser reservada por três dias numa temperatura entre 18 e 25 graus.

  • Maturação

Depois que a quase cerveja artesanal passou três dias fermentando, o líquido é transferido para o balde maturador, onde ficará por 20 dias, numa temperatura de zero a 10 graus. Passado esse tempo, a cerveja é engarrafada e adiciona-se o açúcar em calda.

É importante manter as garrafas durante alguns dias em temperatura ambiente. Depois disso é só levá-las a geladeira e pronto! É assim que funciona a fabricação de uma cerveja artesanal. Dá trabalho mas é uma delícia!

Navegação

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.