0

Chope ruim? A limpeza das torneiras pode ser o motivo

Chope ruim? A limpeza das torneiras pode ser o motivo
Avalie este post

Você foi a um bar bacana, tudo lindo, porção ótima, música de qualidade, mas o Chope ruim estragou a experiência do lugar? Nem sempre a culpa é da cervejaria, entenda o por que.

Sabia que a falta de assepsia dos equipamentos de serviço de bares e restaurantes impacta na qualidade dos chopes? Atualmente, com a grande variedade de estilos disponíveis no mercado, caso não seja feita a limpeza e sanitização corretas das torneiras ou taps, como são conhecidas, é possível que um chope mais delicado seja prejudicado pela bebida que foi servida anteriormente.

chope ruim

“O chope é uma bebida não pasteurizada. Sendo assim, existe uma carga microbiológica ativa maior nele do que na cerveja. Esses microorganismos se prendem na tubulação da  chopeira e, se o equipamento não for limpo de maneira adequada, haverá liberação de subprodutos dos processos orgânicos que vão impactar sabor, aroma, cor e cristalinidade”, afirma Flávio Athayde, responsável pela cervejaria Votus.

Os chamados off-flavours ou “defeitos” no chope vão depender das bebidas que passaram anteriormente naquela torneira, mas de forma geral, eles podem ser: Ácido Caprílico (que lembra sabão de coco), Ácido Acético (que remete a vinagre), Ácido Capróico e/ou Caprílico (este, em baixa concentração, lembra sabão de coco e, em altas concentrações, lembra couro molhado, couro velho). Outro off-flavor possível é o sabor metálico (como de alumínio ou ferrugem), gerado quando a limpeza e sanitização do equipamento são feitas de maneira incorreta.

Doce com Cerveja? - Chef com Cerveja

E não são apenas as torneiras que devem ser higienizadas corretamente, mas também utensílios como os copos e taças. “Copos sujos são fáceis de identificar por causa das bolhas que se formam na lateral quando o chope é servido. O que mais prejudica no serviço em copos sujos é a formação de muita espuma, ou a baixa retenção dela causada por gorduras”, pontua Flávio.

Outra coisa que pode prejudicar a qualidade do chope é a má conservação do produto no ponto de venda. Para que ele seja servido fresco e em condições ideais, as casas que o comercializam deve conservá-lo em temperaturas adequadas, que variam de estilo para estilo, de preferência em câmara fria. Além disso, após aberto o barril, o chope deve ser consumido em até três dias.

Segundo Athayde, a má conservação dos chopes nos pontos de vendas prejudica a imagem das cervejarias que os produziram. Muitas vezes, por conta de uma demora do comerciante para vender o chope ou por erros de cálculos na hora de fazer o pedido, o consumidor acaba experimentando um produto pouco fresco, longe do ideal. Além da falta de assepsia, que contribui para descaracterizar ainda mais o produto.

“Tudo isso leva a experiências ruins do consumidor com o produto, que dali em diante passará a evitá-lo em qualquer ponto de venda, e não apenas naquele, achando que o problema é com o chope, quando na verdade a falha é falta de assepsia e conservação do produto no ponto de venda. Por isso, o cuidado com a higienização é importante também para a produtora, que pode ter sua imagem prejudicada”, finaliza o responsável pela cervejaria Votus.

Agora você já entendeu que nem sempre a culpa é da cervejaria que produz o chope, mas sim do lugar onde está sendo comercializado, por isso se você adora chope e não gostou de tomar em algum lugar específico, peça em outro lugar o chope daquela marca e tire a prova se o problema é do lugar ou daquela marca do chope.

E você já já tomou chope ruim em algum lugar? Conta aí para a gente como foi a experiência.

Um abraço.

Até

Navegação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.